Globo Comunidade: o ano letivo está perdido?

/, Educação em Casa/Globo Comunidade: o ano letivo está perdido?

Fonte: Globo Comunidade RJ. 04 de outubro de 2020.

Este artigo tem como objetivo fazer uma breve análise acerca dos principais danos, psicológicos, educacionais e emocionais em crianças e jovens em idade escolar, decorrentes do fechamento das escolas – principalmente as públicas – e de sua imediata transição, sem a devida preparação para o ensino domiciliar on-line.

O ano letivo está perdido? A educadora Andrea Ramal conversou com o jornalista Diego Aidar, apresentador do Globo Comunidade (TV Globo), sobre o tema. Andrea destacou que os danos psicológicos e o enorme estresse por que ainda passam as crianças são pontos que se refletem diretamente na capacidade de aprender. A socialização é fundamental! Não é à toa que a lei exige que crianças, com idades entre quatro e cinco anos, já estejam na escola. E não é necessariamente para aprender conteúdos, mas pela possibilidade de brincar com outras crianças, com a supervisão de um adulto que não seja o pai ou a mãe:

“É um estímulo à capacidade de aprender, fundamental para o desenvolvimento infantil por influenciar nas outras etapas da vida escolar”, destaca.

Motivação, que já era pequena, ficou menor

Segundo Andrea Ramal, não devemos ter aprovação e reprovação em 2020, por aumentar o risco de premiar as crianças e os jovens que têm mais recursos econômicos. O isolamento social foi muito demorado, e a motivação para as aulas on-line, que já era pequena, ficou menor.

“Não houve aprendizado em igualdade de condições”

“É importante lembrar que a transição para o ensino domiciliar aconteceu sem qualquer preparação e material adequado, com ainda mais dificuldade para os alunos matriculados em escolas públicas. Não houve aprendizado em igualdade de condições, e o próximo ano terá que valer por dois”, conclui a educadora.

Se você se interessou pelo tema e deseja se aprofundar ainda mais sobre o assunto, então não pode deixar de ler o artigo “As adaptações para a volta às aulas”, em que a doutora em Educação Andrea Ramal aborda sobre os preparativos da volta gradual dos alunos para as escolas.

>ASSISTA NA ÍNTEGRA
2022-02-22T16:34:05+00:00