RJ1: PREFEITURA CRIA PROTOCOLO DE SEGURANÇA PARA QUANDO AS AULAS PRESENCIAIS VOLTAREM

/, Educação no País, Profissão Professor, Tendências/RJ1: PREFEITURA CRIA PROTOCOLO DE SEGURANÇA PARA QUANDO AS AULAS PRESENCIAIS VOLTAREM

Fonte: RJ1 

Neste breve artigo, nós propomos uma reflexão acerca dos prós e contras da medida aprovada pela prefeitura do Rio de Janeiro de criar protocolos com orientações para o retorno às aulas presenciais nas escolas das redes pública e privada da cidade.

A prefeitura do Rio criou dois protocolos com orientações a serem seguidas no retorno às aulas presenciais nas escolas. Os documentos trazem regras que deverão ser seguidas pelas redes pública e privada. Um protocolo é destinado às creches e às escolas de educação infantil, o outro é voltado aos segmentos de ensino fundamental 1 e 2 e ensino médio.

O que diz o protocolo

Os protocolos trazem regras sobre limpeza e desinfecção das instalações, dimensionamento dos ambientes, cuidados durante as atividades esportivas e medidas para a entrada e saída de alunos, além de regras detalhadas sobre manejo de alimentos.

Para todos os segmentos, a prefeitura recomenda o retorno gradual às aulas presenciais, sendo mantidas as atividades remotas. Também é recomendada a higienização constante das carteiras e mesas e o escalonamento dos horários de entrada e saída dos alunos. Está previsto, ainda, que alunos, professores e funcionários troquem de máscara a cada três horas ou sempre que ficarem sujas ou úmidas.

Sobre as salas de aula, os protocolos orientam que os ambientes sejam redimensionados, de forma a se respeitar o distanciamento social mínimo de dois metros quadrados por pessoa em todas as atividades presenciais.
Preocupação também com o conteúdo on-line:

“A decisão de voltar às aulas não é da Educação, mas das autoridades da área da Saúde. Quando as aulas presenciais forem retomadas, os professores precisam fazer uma grande revisão de conteúdo. Não podem, de maneira nenhuma, considerar matéria dada. É o momento de aplicar prova, sem avaliação de nota, para saber em que momento o aluno está e a partir daí fazer um trabalho personalizado para que nenhum estudante fique para trás”, ressalta Andrea.

Se você acompanha o trabalho da educadora Andrea Ramal e deseja saber mais sobre esse delicado momento que a Educação atravessa em decorrência do isolamento social proporcionado pela pandemia, então não pode deixar de ler o artigo “É de Casa: como Será o novo pós-pandemia na educação”.

Assista!
2022-02-18T12:58:49+00:00