Professores sofrem com a síndrome de bournout

/, Destaque/Professores sofrem com a síndrome de bournout

Foto: Pixabay

Fonte: Escola da Vida – Rádio CBN. 05 out. 2020

No Escola da Vida/CBN Rio desta semana, Andrea Ramal destacou a síndrome de bournout no âmbito escolar. “É algo que pode estar acontecendo com muitas pessoas, não só com os professores. É um problema sério, gerado por alto grau de estresse, estafa e que pode gerar depressão”, explica.

Os professores, segundo inúmeras estatísticas, sofrem muito com bournout por terem uma profissão muito estressante. “Não é fácil estar em uma sala de aula com alunos buscando por novidades e alguns indisciplinados. E a pandemia piorou ainda mais a situação. Muitos professores estão sofrendo de bournout, por viverem situação de alto estresse com aulas on-line nas quais os alunos não se conectam ou ficam com a câmera desligada”, destaca a educadora.

E a síndrome de bournout pode estar afetando os próprio estudantes: “essa pandemia já durou demais, muitos estudantes estão desmotivados e não querem mais se conectar. Não é só um problema educacional, é uma questão de saúde mental e que tem tratamento”, analisa Andrea.

Andrea comentou também a conduta dos gestores na área de Educação. Segundo a especialista, “esses profissionais precisam, na volta às aulas ou até mesmo antes disso, ficar atentos aos sinais. Será que os professores estão desmotivados? Cansados? Sem concentração? É muito importante ajudar o outro para ajudar a si mesmo”, concluiu Andrea.

>OUÇA NA ÍNTEGRA
2020-11-05T14:19:34+00:00