MILITARES REFORMADOS ATUARÃO EM ESCOLAS DO RIO DE JANEIRO

/, Educação no País/MILITARES REFORMADOS ATUARÃO EM ESCOLAS DO RIO DE JANEIRO

Escolas do Rio vivem rotina de violência. Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

 

Fonte: CBN

 

No ‘Escola da Vida’ do dia 18 de abril, a educadora Andrea Ramal analisou, ao vivo, a medida anunciada pelo governador Wilson Witzel de colocar policiais egressos das Forças Armadas dentro das instituições de ensino reforçando o patrulhamento.

Medida controversa 

“Essa é sempre uma medida muito contravertida entre os educadores, pois entendemos que a escola não combina muito com rigor disciplinar nem com repressão. Escola é o lugar de aprender sobre democracia, diálogo e cidadania e de resolver conflitos de maneira educativa. Por isso, sempre vemos com muita preocupação medidas como essa”, analisa a Doutora em Educação pela PUC-Rio.

Atual insegurança

“Tenho conversado com educadores e pais de alunos e eles se mostram também muito desesperados com a atual situação de violência. Não é apenas casos como de Suzano que preocupam, mas também o tráfico de drogas dentro das escolas, casos de roubos e agressões no entorno. Hoje levar e trazer os filhos para o colégio ou saber que ele está indo ou voltando para casa é uma situação de insegurança. Isso relativiza um pouco essa preocupação que nós sempre tendemos a ter”, comenta a especialista.

“Isso nunca pode ser uma medida para sempre. É uma situação muito pontual, de curto prazo. E o que muda a violência na cidade, no bairro, dentro e fora das escolas não é o policiamento”, alerta a Andrea.

Ouça o boletim na íntegra!
2019-04-18T12:43:11+00:00