GRÊMIOS ESTUDANTIS VOLTAM A CRESCER NOS COLÉGIOS PÚBLICOS

/, Educação no País, Tendências/GRÊMIOS ESTUDANTIS VOLTAM A CRESCER NOS COLÉGIOS PÚBLICOS

Grêmios crescem nas escolas. Crédito: Roberto Moreyra

 

Fonte: CBN

No ‘Escola da Vida’ do dia 15 de agosto, a educadora Andrea Ramal analisa a retomada da tradição dos grêmios estudantis. O quadro contou com a participação do estudante Gabriel Bousquet, presidente do Grêmio Estudantil do Ciep José Maria Nanci, em Itaboraí.

“Os grêmios estudantis são uma experiência muito positiva. Eles estavam um pouco esquecidos, mas hoje vemos a retomada da tradição. Atribuo este retorno a diversos fatores. Primeiramente, todo o envolvimento político dos jovens visto recentemente nas últimas eleições. Apesar das polarizações, brigas e amizades rompidas, ficou de positivo este desejo por se engajar e participar mais dos rumos do país e até em questões mais simples do dia a dia, como algum problema na comunidade ou a vida na escola. Além disso, penso que tem relação também com a mudança na maneira de dar aula. As metodologias ativas de ensino, que são aqueles métodos que tiram o foco do professor e promovem o protagonismo do aluno, incentivando a maior participação dos estudantes na sala de aula, também contribui para a formação de pessoas que desejam se envolver mais”, comenta a educadora.

Benefícios

“Essas associações são garantidas pela lei e tem tudo para dar certo quando se pensa em melhorar a vida escolar e também melhorar a vida e o clima do colégio”, ressalta Andrea.

Aumento nas notas

Andrea Ramal acrescenta que isso se reflete nas notas escolares. “Em geral, alunos que têm participação mais ativa na escola também possuem um desempenho melhor nas matérias curriculares. Isso porque estes alunos leem mais, se posicionam mais, se expressam mais. Tudo isso desenvolve a capacidade de aprender e de ler melhor”.

Experiência no Ciep José Maria Nanci

Gabriel Bousquet cursa o 2º ano do ensino médio. O Grêmio Estudantil do Ciep José Maria Nanci existe desde 2016 e a administração de Gabriel possui quatro meses. Ele contou, ao vivo, um pouco da experiência. “Nós viemos para revolucionar e todos estão gostando muito da ideia, professores e alunos”, conta o estudante.

Ouça o boletim na íntegra!
2019-08-15T15:59:23+00:00