É DIFÍCIL ATRAIR JOVENS PARA UMA PROFISSÃO QUE MAL PODE SER EXERCIDA

/, Educação no País, Profissão Professor, Tendências/É DIFÍCIL ATRAIR JOVENS PARA UMA PROFISSÃO QUE MAL PODE SER EXERCIDA

Crédito: Pixabay

 

Fonte: CBN 

 

No ‘Escola da Vida’ do dia 30 de maio, a educadora Andrea Ramal falou sobre a formação de novos professores e o número cada vez menor de jovens que querem seguir na profissão.

Carreira docente  

“Há dez anos, sete em cada cem jovens brasileiros queriam ser professores, o que já era muito pouco. Hoje, a taxa é de apenas 2%. Se esta situação continuar, muito brevemente não teremos mais professores e docentes qualificados. Existem algumas razões que explicam essa realidade, como os baixos salários, falta de condições de trabalho minimamente adequadas, ausência de bibliotecas e recursos tecnológicos. Há, ainda, muitos colégios brasileiros sem saneamento básico, água potável e encanamento. Por estes motivos, é difícil atrair jovens para uma profissão que mal pode ser exercida”, explica a educadora. 

Desvalorização social

“A razão principal pelo desinteresse em seguir a docência é a desvalorização social. O brasileiro é um pouco hipócrita quando fala da educação: diz que sabe da importância do professor e da educação, mas são poucos os pais que reforçam com os filhos que o professor precisa ser respeitado e valorizado. O abandono da carreira por parte dos professores deve muito também pela indisciplina, agressões físicas e verbais vividas em sala de aula. Pesquisas mostram o grande número de docentes que já passaram até mesmo por violência na escola. Sendo assim, não basta dizer que a educação é importante, tem que mostrar pros filhos o valor do professor e exigir respeito e admiração por esse profissional”, alerta a Doutora em Educação pela PUC-Rio.

Ouça o boletim na íntegra!
2019-05-30T13:34:18+00:00