BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR: DE QUE FORMA COLÉGIOS SE PREPARAM PARA MUDANÇAS NO ENSINO

/, Tendências/BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR: DE QUE FORMA COLÉGIOS SE PREPARAM PARA MUDANÇAS NO ENSINO

Colégio Cruzeiro dará mais enfoque ao tema a partir do ano que vem Foto: Marcos Ramos / Agência O Globo

 

Fonte: O GloboAutor: Rodrigo Berthone

 

A partir do ano que vem, os currículos da educação infantil e do ensino fundamental de escolas públicas e particulares de todo o Brasil deverão estar de acordo com os princípios pedagógicos da Base Nacional Comum Curricular , documento que define o conjunto de conhecimentos que os alunos devem adquirir a cada segmento da educação básicaaprovado pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) em dezembro de 2018 . O objetivo é formar indivíduos preparados para concretizar seus projetos de vida e contribuir para o desenvolvimento da sociedade do século XXI. Para o ensino médio, o prazo é 2021. Na Barra e nos bairros vizinhos, enquanto se adaptam às novas diretrizes, diversas escolas vêm constatando que seu projeto pedagógico já contempla diferentes aspectos da Base.

Mudanças nos currículos também estão previstas, até 2021, para estudantes do ensino médio. De acordo com Andrea Ramal, doutora em Educação pela PUC-Rio, alunos deste segmento deverão ser impactados por mudanças significativas em seus currículos.

— A maior das novidades está no ensino médio, que tem uma altíssima evasão. Quando você pergunta aos jovens por que pararam de estudar, muitos respondem que a escola não era interessante ou não acrescentava nada. A Base, junto com o Novo Ensino Médio (reforma que propõe diferentes grades curriculares, ou itinerários formativos, dependendo do interesse do jovem), propõe um programa diversificado e mais atraente — diz Andrea, que lançou recentemente o livro “Educação no Brasil — Um panorama do ensino na atualidade”, compilação de textos que publicou entre 2014 e 2019 em veículos de comunicação.

Leia a matéria completa
2019-10-29T11:22:47+00:00