Andrea Ramal comenta o fechamento de escolas após a reabertura prematura

/, Destaque, Educação no País/Andrea Ramal comenta o fechamento de escolas após a reabertura prematura

Foto: Envato Elements

Fonte: Escola da Vida – Rádio CBN. 19 out. 2020.

A educadora Andrea Ramal, doutora em Educação pela PUC-Rio, analisou o fechamento de algumas escolas, localizadas na zona norte do Rio de Janeiro,
que precisaram fechar após uma tentativa de retorno às aulas. “Estamos, aparentemente, correndo o risco de uma segunda onda. Assim, me parece prudente, neste momento, suspender as atividades”,
recomendou a especialista.

Segundo Andrea, as escolas devem retomar o sistema de rodízio, com a realização de atividades extra-curriculares e não nas salas de aula formais. “As escolas não estão preparadas para a volta, algumas salas não têm a devida ventilação e outras oferecem espaços pequenos, com alunos muito próximos”, ressalta.

Segundo Andrea, o ideal é avaliar, com muito cuidado, que atividades devem ser promovidas. “O ideal é ficar ao ar livre, preservando os professores e dando autonomia às famílias para que decidam o que é melhor. Precisamos pensar na segurança de todos, sem precipitação”, explica a educadora.

Andrea Ramal destacou, com preocupação, o medo e a ansiedade que tomam conta dos profissionais de educação com a volta das aulas presenciais. “Não podemos retomar as aulas sem as condições mínimas de higiene e segurança. Os professores jamais deveriam ser obrigados a voltar. É preciso ter bom senso, pensando no bem-estar de todos”, alerta.

“A educação já foi muito penalizada com tantos dias sem aula mas, certamente, podemos aguardar um pouco mais”, conclui a especialista.

>OUÇA NA ÍNTEGRA
2020-11-19T15:16:17+00:00