AINDA EXISTE CERTO PRECONCEITO QUE PRECISA SER VENCIDO COM O ENSINO A DISTÂNCIA

/, Educação no País, Tendências/AINDA EXISTE CERTO PRECONCEITO QUE PRECISA SER VENCIDO COM O ENSINO A DISTÂNCIA

Ensino a distância. Crédito: Germano Lüders/EXAME

 

Fonte: CBN

 

No ‘Escola da Vida’, a educadora Andrea Ramal analisa o crescimento constante das matrículas de graduação na modalidade a distância. Os ouvintes participaram enviando mensagens e compartilhando suas experiências.

Além de oferecer mais vagas do que o ensino presencial, a EAD alcançou o índice histórico de dois milhões de alunos. A modalidade teve um crescimento de 17% em relação a 2017. Já o ensino presencial registrou queda de 2%.

Benefícios do EAD

“Os cursos de graduação na modalidade a distância têm crescido ultimamente. Hoje, um a cada quatro estudantes matriculados estudam a distância. Esse crescimento se dá, principalmente nas grandes cidades, porque o aluno evita perda de tempo com deslocamento. Já os alunos que moram nas cidades situadas longe dos grandes centros urbanos têm acesso a professores das melhores universidades, que talvez não tivesse nas instituições dos seus municípios. Existem cidades, inclusive, sem ensino universitário. Ou seja, o ensino a distância abre uma série de oportunidades que até pouco tempo atrás, sem a tecnologia, não eram possíveis”, analisa a educadora.

Mensalidades mais baratas 

“As mensalidades de cursos a distância têm um custo menor, já que as faculdades não têm uma série de gastos, com infraestrutura e manutenção. Às vezes, as instituições economizam até com o pagamento dos professores, já que videoaulas podem atingir 20 ou mil alunos, com o mesmo custo”, comenta Andrea.

Pontos negativos

Andrea Ramal também destaca os riscos, como a falta de disciplina do aluno. “Existem cuidados a serem tomados. Há riscos nos cursos online, como a massificação do ensino e a falta de um aprendizado personalizado, que os alunos precisam e têm direito. Além disso, existem polos de EAD sem biblioteca adequada e espaço para os alunos interagirem. Com relação ao aluno, o risco é relacionado à disciplina. Quem não tem autodisciplina corre o risco de abandonar o curso”, destaca a especialista.

 

Ouça o boletim na íntegra!
2019-12-12T19:59:05+00:00